Tarefas domésticas: como incentivar seus filhos a ajudar em casa?

A- Diminuir A+ Aumentar A Tamanho Original

Lavar a louça, arrumar a cama, guardar os brinquedos, colocar a mesa… Você sabia que envolver as crianças nas tarefas domésticas gera muitos benefícios para o desenvolvimento dos pequenos?

Os especialistas já concluíram que, quando as crianças são incentivadas a ajudar nas tarefas do lar, elas ganham independência, autoestima e responsabilidade. Além disso, elas passam a valorizar o trabalho feito pelos pais e conquistam habilidades que usarão a vida toda, como a organização.

Por isso, é importante começar bem cedo. Aos dois anos, as crianças já conseguem fazer coisas simples, como guardar os brinquedos e colocar a roupa suja no cesto.

Se seu filho tem entre quatro e cinco anos, você pode incentivá-lo a arrumar a mochila da escola, organizar o quarto, guardar as roupas no armário e regar as plantas. Entre seis e oito anos, a criança pode ajudar em tarefas como retirar a mesa, varrer e passar pano, lavar a louça e até participar da preparação da comida, sempre com a supervisão de um adulto.

A partir dos oito anos, as habilidades estão mais desenvolvidas e a criança já pode partir para tarefas mais difíceis, como limpar o quarto, preparar lanches frios e ajudar o irmãozinho nas atividades diárias.

Como incentivar os filhos a ajudar em casa? Veja, abaixo, algumas dicas.

Mostre a importância das tarefas domésticas.

Explique que manter a casa limpa e organizada não é um trabalho só dos adultos, mas de toda a família. Crianças pequenas gostam de imitar os pais e ficarão felizes ao serem incluídas na rotina do lar.

Deixe a criança escolher a tarefa.

Assim, ela se compromete a realizar. Se a atividade escolhida não for adequada à idade, aponte outras opções. É importante prestar atenção à idade, para evitar acidentes e a frustração da criança por não conseguir realizá-la.

Transforme a arrumação em brincadeira.

As crianças aprendem brincando. Então, crie formas lúdicas para envolver seus filhos na organização da casa.

Mostre como as tarefas devem ser feitas.

Com orientação, fica mais fácil para a criança acertar. E não subestime a capacidade dos pequenos de aprender. Eles vão te surpreender.

Deixe o perfeccionismo de lado.

Vai haver bagunça? Claro que vai, mas é preciso ter paciência e entender que nem sempre as tarefas sairão perfeitas. Não refaça o trabalho da criança, para não desmotivar. E lembre-se que o importante é a participação.

Elogie o trabalho.

Reconheça o trabalho feito pelos pequenos com elogios e muitos beijos. A criança se sentirá feliz e estimulada a continuar participando.

Viu como é possível incluir os pequenos nas tarefas domésticas? Assim, você pode passar mais tempo com as crianças, ensiná-las a ter responsabilidade e independência e ainda se divertir em família.

fale com a ajinomoto